Mães chefes de família vão receber novo valor em dobro do auxílio?


O Senado Federal aprovou a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) Emergencial na semana passada que permite a volta dos pagamentos do auxílio emergencial. Nesta terça-feira, 9, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) deve dar abertura para a votação da proposta na Casa.

A previsão é que os pagamentos sejam liberados até 18 de março, primeiro para os beneficiários do Bolsa Família e no final do mês para os demais casos. Embora a liberação esteja próxima, muita gente têm dúvidas sobre quais serão os valores, quantas parcelas e quem poderá receber, ademais os pagamentos para mulheres chefes de família também é um questionamento comum. Confira abaixo sobre essas questões:

Mães chefes de família vão receber o novo auxílio emergencial?

A resposta é sim. De acordo com PEC Emergencial, as mães que são as únicas provedoras de suas famílias devem receber parcela mensal de R$ 375. Considerando que o valor mínimo que será pago no benefício será de R$ 150 (para famílias de somente uma pessoa), a quantia para mulheres representa mais que o dobro.

Porém, o valor médio a ser pago no novo auxílio emergencial deve ser de R$ 250 para outros beneficiários que estão fora das duas categorias citadas acima. Devem ser pagas quatro parcelas entre os meses de março, abril, maio e junho. Além disso, a ajuda assistencial deve ser liberada para desempregados, trabalhadores informais, autônomos e microempreendedores individuais (MEIs), todos de baixa renda.

Segundo os requisitos publicados no site da Caixa Econômica Federal, sobre a liberação do benefício no ano passado, para receber o benefício também é necessário:

  • Pertencer à família cuja renda mensal por pessoa não ultrapasse meio salário mínimo (R$ 522,50); ou
  • Renda familiar total seja de até 3 salários mínimos (R$ 3.135,00).

Veja também: O que pode te impedir de receber o novo auxílio emergencial? Veja regras da Caixa





Source link