Caixa libera empréstimo de até R$ 100 mil sem consulta ao SPC/Serasa

[ad_1]

Se você está passando por um aperto financeiro e precisa de um empréstimo facilitado e com taxas atrativas, a Caixa Econômica Federal pode ter a solução. O banco libera um limite de até R$ 100 mil para seus clientes sem realizar consulta ao SPC e Serasa.

O empréstimo na modalidade de penhor exige apenas que o contratante penhore algum bem de valor como forma de garantir o pagamento da dívida. Oferecida pela Caixa desde 1861, a linha de crédito continua sendo uma boa saída para muitos brasileiros.

Condições do empréstimo

A linha de crédito tem taxas de juros que variam de acordo com o bem penhorado. Elas variam de 2% para micro penhor até 2,459% para penhor regular, valores mais baixos do que o praticado por muitas instituições no mercado. Os juros também equivalem a menos da metade do que é cobrado em um empréstimo pessoal tradicional.

Para renovar a penhora, o que só pode ser feito no caso de joias e pratarias, serão acrescidos os seguintes custos:

  • Tarifa de Avaliação e Renovação: 0,5% sobre o valor contratado a cada 30 dias;
  • Tarifa de Risco: 0,6% do valor contatado;
  • Seguro: 0,055% mensal sobre o valor de avaliação do bem penhorado.

Itens penhoráveis

Nessa modalidade de penhor, a Caixa aceita diversos itens de valor. Veja abaixo alguns exemplos de bens penhoráveis:

  • Diamantes Lapidados;
  • Pérolas;
  • Joias;
  • Metais Nobres;
  • Relógios;
  • Canetas;
  • Pratarias.

Antes da concessão do empréstimo, o objeto passará por uma avaliação de um especialista. Para que o valor seja concedido, é importante que eles sejam originais e de valor reconhecido no mercado.

Não serão aceitas joias com preenchimento superior a 50% de metal não-nobre, ouro com menos de 12 quilates (exceto quando possuir adornos de alto valor ou valor histórico/artístico) e peças de prata-paládio (exceto quando possuírem o valor individual equivalente ao máximo de concessão ou com adornos de alto valor).

Como é feita a avaliação

O valor máximo concedido será de até 85% do valor do bem penhorado, embora clientes com um bom relacionamento com a Caixa possam conseguir um novo empréstimo de até 130% do valor do bem no caso de renovação.

O empréstimo tem valor mínimo de R$ 50 e máximo de R$ 100 mil. O dinheiro cai na conta assim que o objeto é entregue ao banco, dispensando consulta ao SPC/Serasa.

Para quitar a dívida, o contratante tem entre 30 e 180 dias, prazo que será determinado no ato da contratação do empréstimo. No caso de algum problema, também é possível renovar a data de pagamento.

Se o cliente não quitar sua dívida junto à Caixa dentro do prazo acordado, o banco tomará o bem penhorado para ser negociado em um leilão. Vale destacar que o contratante tem até 30 dias após o vencimento da data para pagar sua dívida e evitar a penhora de seu bem.

Mas se o prazo for estendido e mesmo assim o contrato não for cumprido, o objeto será vendido a terceiros.

Veja como solicitar o empréstimo

Solicitar essa linha de crédito é bem simples: basta se dirigir a uma agência da Caixa que ofereça a opção de penhor e seguir o passo a passo abaixo:

  • Levar o bem ou bens que serão penhorados;
  • Apresentar RG, CPF e comprovante de endereço;
  • Esperar a avaliação de um funcionário Caixa;
  • Definir o prazo do contrato.

Se o empréstimo for aprovado, o cliente já sai do banco com o dinheiro na mão. Depois que quitar o valor devido, o bem é devolvido pela Caixa.

Leia mais: Empréstimo Caixa sem consulta ao SPC e Serasa é realmente fácil de aprovar?



[ad_2]

Source link